Médio Produtor

O Sicoob Engecred oferece soluções de crédito sob medida para desenvolver o agronegócio de quem é médio produtor e possui renda bruta anual de até R$2 milhões – seja proprietário, arrendatário ou comodatário.

Custeio

  • Pronamp Custeio: crédito para promover o desenvolvimento das atividades rurais e financiar as despesas de custeio, incrementando a produção e, consequentemente, a renda familiar.
  • Funcafé Custeio: financiamento destinado às despesas de produção de lavoura de café. Com essa linha, o cafeicultor pode financiar fertilizantes, defensivos, mão de obra, etc.
  • Recursos Próprios Livres (RPL): linha de recursos próprios e repasse que traz vantagens específicas para fortalecer a atividade agropecuária. Com os recursos, o produtor tem acesso a soluções financeiras sob medida para investir no próprio negócio e cultivar ótimos resultados.

Investimento

  • Pronamp Investimento: linha de crédito para financiar bens novos, como máquinas, equipamentos, caminhões e embarcações, estruturas de armazenagem e outros serviços necessários ao empreendimento.
  • Recursos Próprios Livres (RPL): linha de recursos próprios e repasse que traz vantagens específicas para fortalecer a atividade agropecuária. Com os recursos, o produtor tem acesso a soluções financeiras sob medida para investir no próprio negócio e cultivar ótimos resultados.

Programa do BNDES

Linhas de crédito do BNDES para incrementar a produção e melhorar a qualidade de vida dos produtores rurais e o manejo sustentável de terras produtivas. Esse crédito incentiva o agronegócio nas mais diversas regiões brasileiras.

  • Agricultura de Baixo Carbono (ABC): financiamento para empreendimentos que visam à redução da emissão de gases de efeito estufa e de outros impactos ambientais oriundos da atividade agropecuária, tais como: implantação de sistemas orgânicos, implantação de ILP, estímulo ao uso de FBN, entre outros.
  • Inovagro: financiamento para incorporação de inovações tecnológicas nas propriedades rurais, visando ao aumento da produtividade e melhoria de gestão: energia alternativa, agricultura de precisão, aquisição de material genético, programas de inovação tecnologia, automação para seguimentos de avicultura e suinocultura, e muito mais.
  • Moderagro: financiamento para projetos de modernização e expansão da produtividade nos setores agropecuários, e para ações voltadas à recuperação do solo e à defesa animal: implantação de frigoríficos, aquisição de matrizes e reprodutores ovinos e bovinos, construção e modernização de benfeitorias, e muito mais.
  • Moderfrota: financiamento para aquisição de tratores, colheitadeiras, plataformas de corte, pulverizadores, plantadeiras, semeadoras e equipamentos para beneficiamento da cafeicultura.
  • Moderinfra: financiamento para o desenvolvimento da agropecuária irrigada sustentável, bem como para o incentivo à utilização de estruturas de produção em ambiente protegido e para a proteção da fruticultura em climas temperados contra a incidência de granizo: sistemas de irrigação, equipamentos para proteção de cultivos inerentes à olericultura, fruticultura, floriculturas e etc.
  • PCA: financiamento concedido a produtores e cooperativas rurais para construção, ampliação, modernização ou reforma de armazéns.
  • Prodecoop: financiamento para a modernização de sistemas produtivos e de comercialização do complexo agroindustrial das cooperativas brasileiras.

Comercialização

  • Funcafé Estocagem: recurso destinado ao produtor que deseja armazenar sua produção de café, garantindo assim a inserção de um produto de qualidade no mercado.
  • Funcafé AC: linha de financiamento destinado a garantir recursos para a compra de café.
  • Financiamento de Garantia de Preço ao Produtor (FGPP):  facilita às empresas a aquisição da produção agrícola direto com o produtor rural, com a fixação de um preço mínimo.
  • Financiamento Especial para Estocagem (FEE): disponibiliza ao produtor recursos para estocar sua produção.
Para conhecer essas e outras linhas de custeio e investimento, fale conosco.
Quero saber mais

Perguntas frequentes

Sim. A seguradora tem o prazo de até 15 dias para se pronunciar quanto à proposta de seguro. Encerrado este prazo, não tendo havido a recusa da seguradora, o seguro passa a ser considerado aceito.

No caso de recusa, a seguradora comunicará formalmente a não aceitação do seguro e a justificativa da recusa.

Sim. Os seguros terão a atualização anual de valores (prêmio e capital segurado), com base em índice geral de preços estabelecido nas condições gerais. Assim, anualmente, os valores dos prêmios e dos capitais segurados devem ser atualizados pela variação do índice pactuado.

O valor de prêmio também sofrerá a incidência de reajuste em função da idade e profissão do segurado, conforme informações constantes nas condições gerais.

Temos a poupança, o RDC e o LCA. Para saber mais sobre cada um deles, sugerimos que vá até uma de nossas cooperativas. Dessa forma você pode tirar todas as suas dúvidas com os nossos especialistas e investir sem se preocupar.

No link http://www.sicoob.com.br/pesquisa-cooperativa você encontra o Sicoob mais próximo de você.

Sim, desde que seja respeitado o limite de crédito definido para o porte de empresa.

A empresa que contratar operações pelo PRONAMPE deve preservar o quantitativo de empregados em número igual ou superior ao verificado em 19/05/2020, no período compreendido entre a data da contratação da linha de crédito e o 60º (sexagésimo) dia após o recebimento da última parcela da linha de crédito.

Para as operações do PRONAMPE é exigida garantia pessoal do proponente. Para empresas com um ano de funcionamento, é exigida garantia pessoal em montante igual ao empréstimo contratado, acrescidos dos encargos. No caso de empresas constituídas e em funcionamento há menos de um ano, a garantia pessoal poderá alcançar até 150% do valor contratado, mais acréscimos.